Secretário de Estado dos EUA pede que todos membros do TPI obedeçam mandado de prisão de Putin

WASHINGTON (Reuters) – O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, pediu nesta quarta-feira a todos os membros do Tribunal Penal Internacional (TPI) que cumpram um mandado de prisão emitido pela corte contra o presidente russo, Vladimir Putin.

Na semana passada, o tribunal acusou Putin do crime de guerra de deportar ilegalmente centenas de crianças da Ucrânia. A medida obrigará os 123 Estados-membros do tribunal a prender Putin e transferi-lo para Haia para julgamento se ele pisar em seu território.

‘Acho que qualquer um que faça parte do tribunal e tenha obrigações deve cumprir suas obrigações’, disse Blinken quando questionado pelo senador Lindsey Graham em uma audiência do Comitê de Apropriações do Senado DOS EUA, se ele encorajaria os aliados europeus a ‘entregar’ Putin.

Embora os Estados Unidos não façam parte do TPI, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse na sexta-feira que Putin claramente cometeu crimes de guerra, acrescentando que o mandado do TPI era justificado.

A Rússia tem negado repetidamente as acusações de que suas forças tenham cometido atrocidades durante a invasão que já dura mais de um ano em seu vizinho e o Kremlin classificou a decisão do tribunal como ‘nula e sem efeito’.

Nem a Rússia nem a Ucrânia são membros do TPI, embora Kiev tenha concedido jurisdição ao tribunal para processar crimes cometidos em seu território. O tribunal não tem força policial própria e depende dos Estados-membros para fazer prisões.

(Reportagem de Humeyra Pamuk, Patricia Zengerle e Simon Lewis)

Open chat
Fale com a CBN Vale do Itajaí
Olá 👋
Podemos te ajudar?