SC tem aumento de 335% nos casos de dengue e 12 vezes mais mortes pela doença em 2022

dengue-joinville-2-800x450-1

Em 2022, Santa Catarina registrou aumento de 335% nos casos de dengue e teve 12 vezes mais mortes pela doença do que em 2021. Foram contabilizados no Estado 83.266 casos de dengue e confirmadas 90 mortes, de 2 de janeiro a 24 de dezembro. Uma outra morte está em investigação em Chapecó, no Oeste catarinense.

Os dados constam em informativo divulgado pela Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), o qual aponta que neste ano foram notificados 120 óbitos suspeitos da doença, sendo que 29 foram descartados.

Ao todo, 30 municípios de Santa Catarina tiveram mortes causadas pela dengue. Entre as cidades catarinenses, Joinville foi a que teve mais registros,  com 19 mortes confirmadas.

Na sequência aparecem: Brusque (11); Chapecó (10); Blumenau (7) e Palmitos (6). Os demais municípios tiveram entre um a três óbitos.

No ano anterior, os dados da doença era menos expressivos. Pois, foram diagnosticadas 19.133 mil pessoas com dengue em Santa Catarina, sendo que sete morreram em decorrência da doença.

Aumento expressivo nos casos

O Estado viu aumentar de forma expressiva os casos de dengue- passou de 19 mil para 83 mil em um ano. Segundo análise da Dive, isso representa uma aumento de 335% nos diagnósticos.

No total deste ano, conforme a Dive, foram notificados 137,5 mil casos suspeitos. Além dos confirmados, houve 51 mil casos descartados. Há ainda 2.145 que foram classificados como inconclusivos e tiveram as investigações encerradas. Outros 609 permanecem como casos suspeitos.

Já dos 83,2  casos confirmados, a maioria (80.905) foi contraída dentro do Estado (casos autóctones).

Os diagnósticos foram confirmados em 142 municípios catarinenses, dos quais 77 são classificados com o nível de epidemia – que leva em consideração o número de casos confirmados e o de habitantes.

Focos do mosquito

No período documentado pela Dive, foram identificados 66.586 focos focos do mosquito Aedes Aegypti – que além da dengue também transmite zika e chikungunya- em 233 municípios do Estado.

Em Santa Catarina 142 municípios foram considerados infestados. De acordo com a Dive, isso representa um incremento 20,3% em relação ao mesmo período de 2021, quando 118 municípios estavam nessa condição.

Dos municípios infestados, a maior parte está localizada no Grande Oeste catarinense. Contudo, há 62 cidades que -segundo o levantamento – não registraram focos do mosquito.

Open chat
Fale com a CBN Vale do Itajaí
Olá 👋
Podemos te ajudar?