95.9 FM

Ucrânia abate 14 drones em novo ataque russo


Logo Agência Brasil

As forças de defesa ucranianas afirmam que abateram pelo menos 14 drones fabricados no Irã, durante mais um ataque russo na Ucrânia, na madrugada desta terça-feira (28). O país também confirmou ter recebido os primeiros tanques de combate enviados pelos aliados.

As autoridades ucranianas confirmaram, nesta manhã, que a Rússia lançou 15 drones, sendo que 12 foram abatidos na região de Kiev. Do total de dispositivos lançados contra todo o território, 14 foram interceptados pelas forças ucranianas.

Notícias relacionadas:

“Durante a noite, o inimigo lançou 15 drones para realizar ataques aéreos. Catorze deles foram destruídos pelos nossos militares”, informaram as forças armadas ucranianas na rede social Facebook.

Só nas redondezas da capital ucraniana, as forças de defesa antiaérea “localizaram e destruíram 12 drones do tipo Shahed”. O presidente da câmara de Kiev, Vitalii Klychko, disse nas redes sociais que foram ouvidas várias explosões na capital.

Outros três aparelhos tinham como direção a província de Dnipropetrovsk, no centro do país. Dois destes foram destruídos pela defesa aérea ucraniana, enquanto o terceiro alcançou as instalações de uma empresa privada, provocando um incêndio que não causou vítimas, disse a administração militar da região.

A Rússia tem atacado com drones Shahed infraestruturas críticas ucranianas, em especial a rede elétrica. “A probabilidade de ocorrerem novos ataques aéreos e com mísseis continua alta em toda a Ucrânia”, comunicou o Estado-Maior em relatório.

Durante os ataques das últimas horas, foram destruídos um centro cultural e um parque infantil, além de cinco habitações em Sumy.

Devido à doação de sistemas de defesa aérea pelos aliados, a Ucrânia tem conseguido interceptar a maioria dos drones nestes ataques, evitando danos no sistema elétrico. No entanto, especialistas alertaram que a Rússia também pode usar esses aparelhos não tripulados, de custo relativamente baixo, para forçar a Ucrânia a gastar equipamento muito mais caro para interceptá-los e derrubá-los.

Tanques Leopard 2

Os tão aguardados tanques alemães Leopard 2 já estão a caminho da Ucrânia. De acordo com o Ministério da Defesa da Alemanha, 18 tanques foram enviados nesta semana, depois de as forças ucranianas já receberam treinamento para pilotá-los. O ministro Boris Pistorius disse ter a certeza de que os tanques podem ter uma “contribuição decisiva” na linha de frente da guerra.

Os tanques Challenger 2 do Reino Unido também já chegaram ao território ucraniano.

“Foi um prazer dar uma volta no primeiro Challenger 2 MBT ucraniano”, escreveu no Twitter o ministro da Defesa da Ucrânia. “Estas máquinas fantásticas vão começar logo as suas missões de combate”.

*É proibida a reprodução deste conteúdo

Powered by the Echo RSS Plugin by CodeRevolution.

OUÇA CBN

Ucrânia abate 14 drones em novo ataque russo


Logo Agência Brasil

As forças de defesa ucranianas afirmam que abateram pelo menos 14 drones fabricados no Irã, durante mais um ataque russo na Ucrânia, na madrugada desta terça-feira (28). O país também confirmou ter recebido os primeiros tanques de combate enviados pelos aliados.

As autoridades ucranianas confirmaram, nesta manhã, que a Rússia lançou 15 drones, sendo que 12 foram abatidos na região de Kiev. Do total de dispositivos lançados contra todo o território, 14 foram interceptados pelas forças ucranianas.

Notícias relacionadas:

“Durante a noite, o inimigo lançou 15 drones para realizar ataques aéreos. Catorze deles foram destruídos pelos nossos militares”, informaram as forças armadas ucranianas na rede social Facebook.

Só nas redondezas da capital ucraniana, as forças de defesa antiaérea “localizaram e destruíram 12 drones do tipo Shahed”. O presidente da câmara de Kiev, Vitalii Klychko, disse nas redes sociais que foram ouvidas várias explosões na capital.

Outros três aparelhos tinham como direção a província de Dnipropetrovsk, no centro do país. Dois destes foram destruídos pela defesa aérea ucraniana, enquanto o terceiro alcançou as instalações de uma empresa privada, provocando um incêndio que não causou vítimas, disse a administração militar da região.

A Rússia tem atacado com drones Shahed infraestruturas críticas ucranianas, em especial a rede elétrica. “A probabilidade de ocorrerem novos ataques aéreos e com mísseis continua alta em toda a Ucrânia”, comunicou o Estado-Maior em relatório.

Durante os ataques das últimas horas, foram destruídos um centro cultural e um parque infantil, além de cinco habitações em Sumy.

Devido à doação de sistemas de defesa aérea pelos aliados, a Ucrânia tem conseguido interceptar a maioria dos drones nestes ataques, evitando danos no sistema elétrico. No entanto, especialistas alertaram que a Rússia também pode usar esses aparelhos não tripulados, de custo relativamente baixo, para forçar a Ucrânia a gastar equipamento muito mais caro para interceptá-los e derrubá-los.

Tanques Leopard 2

Os tão aguardados tanques alemães Leopard 2 já estão a caminho da Ucrânia. De acordo com o Ministério da Defesa da Alemanha, 18 tanques foram enviados nesta semana, depois de as forças ucranianas já receberam treinamento para pilotá-los. O ministro Boris Pistorius disse ter a certeza de que os tanques podem ter uma “contribuição decisiva” na linha de frente da guerra.

Os tanques Challenger 2 do Reino Unido também já chegaram ao território ucraniano.

“Foi um prazer dar uma volta no primeiro Challenger 2 MBT ucraniano”, escreveu no Twitter o ministro da Defesa da Ucrânia. “Estas máquinas fantásticas vão começar logo as suas missões de combate”.

*É proibida a reprodução deste conteúdo

Powered by the Echo RSS Plugin by CodeRevolution.

OUÇA CBN

Open chat
Fale com a CBN Vale do Itajaí
Olá 👋
Podemos te ajudar?